PORTARIA DETRAN Nº 1097 DE 02/04/2019

Publicado no DOU em 3 abr 2019

Estabelece o procedimento para o registro e licenciamento de veículos modificados ou transformados em motorcasa em atenção ao disposto na Resolução CONTRAN nº 743, de 12 de novembro de 2018, que estabelece requisitos técnicos para modificação ou transformação de veículos para motorcasa, assim como sua circulação e fiscalização.

O Diretor do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), no uso das atribuições que lhe confere o artigo 19, incisos I e XXVI da Lei 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro (CTB);

Considerando a publicação da Resolução CONTRAN nº 743, de 12 de novembro de 2018, que estabelece requisitos técnicos para modificação ou transformação de veículos para motorcasa, assim como sua circulação e fiscalização;

Considerando a necessidade de se estabelecer um procedimento para o registro de veículos modificados e transformados em motorcasa sem a necessidade de emissão do Certificado de Adequação a Legislação de Trânsito – CAT;

Considerando o constante dos autos do processo nº 80000.027839/2017-81,

Resolve:
Art. 1º Esta Portaria estabelece o procedimento para o registro e licenciamento de veículos modificados ou transformados em motorcasa, em atenção ao disposto na Resolução CONTRAN nº 743, de 12 de novembro de 2018, que estabelece requisitos técnicos para modificação ou transformação de veículos para motorcasa, assim como sua circulação e fiscalização.

Art. 2º Os órgãos executivos de trânsito dos Estados e do Distrito Federal devem utilizar os códigos genéricos de marca/modelo/versão designados na Tabela 1 quando do registro e licenciamento de veículos modificados e transformados para motorcasa.

Tabela 1 – Código genérico de marca/modelo/versão para veículos motorcasa
CÓDIGO MARCA/MODELO/VERSÃO
807000 MOTOR-CASA/MICROONIBUS
807001 I/MOTOR-CASA MICROONIBUS
808000 MOTOR-CASA/ONIBUS
808001 I/MOTOR-CASA ONIBUS
813000 MOTOR-CASA/CAMIONETA
813001 I/MOTOR-CASA CAMIONETA
814000 MOTOR-CASA/CAMINHAO
814001 I/MOTOR-CASA CAMINHAO
823000 MOTOR-CASA/CAMINHONETE
823001 I/MOTOR-CASA CAMINHONETE
825000 MOTOR-CASA/UTILITARIO
825001 I/MOTOR-CASA UTILITARIO

§ 1º Na escolha do código genérico de marca/modelo/versão, o órgão executivo de trânsito dos Estados e do Distrito Federal deverá considerar o tipo do veículo original e o seu local de fabricação.

§ 2º Para os veículos fabricados no país, a marca/modelo/versão do veículo modificado ou transformado deverá iniciar pelos caracteres MOTOR-CASA/.

§ 3º Para os veículos importados, a marca/modelo/versão do veículo modificado ou transformado deverá iniciar pelos caracteres I/MOTOR-CASA.

Art. 2º Os veículos que tiverem sido transformados por empresa que detenha o Certificado de Adequação a Legislação de Trânsito – CAT poderão ser registrados e licenciados fazendo uso do código específico de marca/modelo/versão apresentado no documento.

Art. 3º Os veículos modificados ou transformados em motorcasa deverão ser classificados no tipo MOTORCASA, na espécie ESPECIAL e na carroceria FECHADA, de acordo com o Anexo I da Resolução CONTRAN nº 291, de 29 de agosto de 2008 e suas sucedâneas.

Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

JERRY ADRAINE DIAS RODRIGUES

Fonte: https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=376347

PORTARIA Nº 1.097, DE 2 DE ABRIL DE 2019

Associado,

Segue abaixo, Portaria nº 1.097, de 02 de abril de 2019 que estabelece o procedimento para o registro e licenciamento de veículos modificados ou transformados em motorcasa.

PORTARIA Nº 1.097, DE 2 DE ABRIL DE 2019

Estabelece o procedimento para o registro e licenciamento de veículos modificados ou transformados em motorcasa em atenção ao disposto na Resolução CONTRAN nº 743, de 12 de novembro de 2018, que estabelece requisitos técnicos para modificação ou transformação de veículos para motorcasa, assim como sua circulação e fiscalização.

O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO (DENATRAN), no uso das atribuições que lhe confere o artigo 19, incisos I e XXVI da Lei 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro (CTB);

CONSIDERANDO a publicação da Resolução CONTRAN nº 743, de 12 de novembro de 2018, que estabelece requisitos técnicos para modificação ou transformação de veículos para motorcasa, assim como sua circulação e fiscalização;

CONSIDERANDO a necessidade de se estabelecer um procedimento para o registro de veículos modificados e transformados em motorcasa sem a necessidade de emissão do Certificado de Adequação a Legislação de Trânsito – CAT;

CONSIDERANDO o constante dos autos do processo nº 80000.027839/2017-81, resolve:

Art. 1º Esta Portaria estabelece o procedimento para o registro e licenciamento de veículos modificados ou transformados em motorcasa, em atenção ao disposto na Resolução CONTRAN nº 743, de 12 de novembro de 2018, que estabelece requisitos técnicos para modificação ou transformação de veículos para motorcasa, assim como sua circulação e fiscalização.

Art. 2º Os órgãos executivos de trânsito dos Estados e do Distrito Federal devem utilizar os códigos genéricos de marca/modelo/versão designados na Tabela 1 quando do registro e licenciamento de veículos modificados e transformados para motorcasa.

Tabela 1 – Código genérico de marca/modelo/versão para veículos motorcasa

CÓDIGO MARCA/MODELO/VERSÃO
807000 MOTOR-CASA/MICROONIBUS
807001 I/MOTOR-CASA MICROONIBUS
808000 MOTOR-CASA/ONIBUS
808001 I/MOTOR-CASA ONIBUS
813000 MOTOR-CASA/CAMIONETA
813001 I/MOTOR-CASA CAMIONETA
814000 MOTOR-CASA/CAMINHAO
814001 I/MOTOR-CASA CAMINHAO
823000 MOTOR-CASA/CAMINHONETE
823001 I/MOTOR-CASA CAMINHONETE
825000 MOTOR-CASA/UTILITARIO
825001 I/MOTOR-CASA UTILITARIO

§ 1º Na escolha do código genérico de marca/modelo/versão, o órgão executivo de trânsito dos Estados e do Distrito Federal deverá considerar o tipo do veículo original e o seu local de fabricação.

§2º Para os veículos fabricados no país, a marca/modelo/versão do veículo modificado ou transformado deverá iniciar pelos caracteres MOTOR-CASA/.

§3º Para os veículos importados, a marca/modelo/versão do veículo modificado ou transformado deverá iniciar pelos caracteres I/MOTOR-CASA.

Art. 2º Os veículos que tiverem sido transformados por empresa que detenha o Certificado de Adequação a Legislação de Trânsito – CAT poderão ser registrados e licenciados fazendo uso do código específico de marca/modelo/versão apresentado no documento.

Art. 3º Os veículos modificados ou transformados em motorcasa deverão ser classificados no tipo MOTORCASA, na espécie ESPECIAL e na carroceria FECHADA, de acordo com o Anexo I da Resolução CONTRAN nº 291, de 29 de agosto de 2008 e suas sucedâneas.

Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

JERRY ADRAINE DIAS RODRIGUES

FONTE: http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/69873315?fbclid=IwAR1_qeO89iTTDXJCj7tb7jxQ52kIlS59u0aT8ONJPlLMgsan18L9p9lhGVM

FESTA DE ANIVERSÁRIO DE 20 ANOS DO GRUPO PÉ NA ESTRADA

IMG-20190403-WA0026

De 26 a 28 de abril de 2019, podendo chegar no local do evento a partir do dia 25/04/19 e sair dia 05/05/19

Se cadastre junto aos contatos abaixo e se inscreva, como já consta no site do www.grupopenaestrada.com.br

PROGRAMAÇÃO DA FESTA DE ANIVERSÁRIO

20 ANOS DO GRUPO PÉ NA ESTRADA

Local: Parque Municipal Centro de Lazer do Trabalhador
Endereço: Av. Ver. Vitorino Tessari, Jd. da Enseada (próximo ao lago)
Cidade: Santa Cruz da Conceição, SP
Data: dias 26, 27 e 28 de Abril de 2019 (o parque estará aberto de 25/04/19 a 05/05/19)
(Utilizem o Camping Sta. Julieta se quiserem chegar antes)

TEMA DA FESTA: “CABARET”

DIA 26 – SEXTA FEIRA
– Chegada, acomodação dos equipamentos e recepção dos convidados. Cadastro de novos sócios e distribuição do brinde comemorativo;
– Dia livre para passeios e compras na região;
– Será servido o “sopão” no salão principal com abertura a partir das 19h30.

Todos deverão levar seus utensílios, talheres e copos. Bebidas inclusas (chopp, refrigerante e água), e após o sopão…

– Tradicional BINGO, com Ruber & Wellington e as “Binguetes” vendedoras de cartelas. Ótimos prêmios a todos os participantes.

DIA 27 – SÁBADO
– Visita à cidade de Porto Ferreira para compras, por adesão;
– Tradicional passeio de bicicleta pela cidade, onde o grupo irá conhecer o Camping Municipal Santa Julieta (concentração às 9h00 da manhã). Revise sua bike e venha pedalar com a gente – “Saúde é o que interessa”!
– Dia livre para passeios e compras na região;
– Jantar no salão principal com abertura a partir das 19h30;
(VEJA CARDÁPIO ABAIXO)
– Distribuição de brindes, comunicados diversos a partir das 20h45;
– Apresentação da nova diretoria eleita (chapa EVA);
– Despedida e agradecimento à atual diretoria do grupo;
– Palavras da Exma. Prefeita de Santa Cruz da Conceição, Patricia Capodifoglio Landgraf;
– Palavras dos representantes dos grupos presentes;
– Final das apresentações e discursos.
– Início do Baile “CABARÉ” com “DJ Alexandre Romero” a partir das 21h15.

Traje da festa para homens e mulheres: Á CARÁTER

(Prêmios para os melhores)

DIA 28 – DOMINGO
– Finalização do encontro entre amigos, no salão principal, com um delicioso café da manhã a partir das 7h30 até às 9h30.
– Oração em agradecimento.

TABELA DE PREÇOS POR PESSOA
• Valor do convite por pessoa (maiores de 14 anos) R$ 180,00;
• Crianças até 7 anos não paga Grátis;
• Crianças até 14 anos R$ 90,00;
• Sócios do grupo e em reciprocidade com outros grupos R$ 150,00;
• Convidados participantes que estarão no RV do associado R$ 150,00;
• Doação de alimento não perecível por equipamento 5 kg.

OBSERVAÇÕES
a) Anuidade para novos associados e inadimplentes no dia da festa: R$ 170,00;
b) O associado que por algum motivo não puder ir com o seu RV e estiver com pagamento da anuidade em dia, pagará o valor de R$ 150,00/pessoa;

CARDÁPIO DE REFEIÇÕES E CAFÉ DA MANHÃ

COQUETEL
– Ponche de frutas;
– Suco de laranja;
– Suco natural de limão;
– Chopp gelado;
– Refrigerante;
– Água mineral;

CALDO
– Caldinho de mandioquinha;

PETISCOS
– Antepasto de berinjela;
– Batatinha em conserva;
– Brusqueta com queijo, tomate e parmesão;
– Catupiry ao azeite e alho frito;
– Creme de alho poro;
– Queijos: Mussarela, Prato e Provolone (em cubinhos com azeite e orégano –
acompanhamento com torrada, mini barquinha e tortinha);

SALGADINHOS
– Coxinha de galinha;
– Empada de Palmito;
– Kibe;
– Risolles de catupiry;

PORÇÕES
– Linguicinha flambada na cachaça;
– Mandioca frita;

SALADAS
– Repolho com maça;
– Salada tropical com frutas da época;

PRATOS PRINCIPAIS
– Arroz branco;
– Filé de frango à milanesa ao creme de milho (creme de milho servido à parte);
– Filé mignon ao molho madeira com champignon;
– Rondelli de queijo ao molho rose (massa verde)..

SOBREMESA
– Bolo do aniversário da festa;
– Cafezinho.

CAFÉ DA MANHÃ
LÍQUIDOS
– Café Preto, Leite (Quente E Frio), Chocolate em Pó, Suco De Laranja Natural;
PÃES
– Pão francês;
FRUTAS
– Banana, mamão e melancia;
FRIOS
– Queijo Mussarela, Queijo Minas e Presunto;
LATICÍNIOS
– Manteiga e Cream Cheese;
OUTROS
– Geleia.

CONTATOS PARA ESCLARECIMENTOS E DÚVIDAS:

penaestrada.grupo@gmail.com

Ou pelos fone/whatsapp:
Antônio José Dourador: (13) 98850-9150
Maria Asunción Pardo Muradás Dourador: (13) 98840-9140

COORDENADAS GPS PARA GOOGLE MAPS
-22. 130665 , -47.450841
OU LINK PARA A PÁGINA: (copie e cole no navegador)

https://www.google.com.br/maps/dir/Pra%C3%A7a+da+S%C3%A9,+S%C3%A3o+Paulo+-+SP/-22.1305933,-47.4508224/@-22.135992,47.443717,15z/data=!4m9!4m8!1m5!1m1!1s0x94ce59abaaae4233:0xd9186faf714bc5b1!2m2!1d-46.6342009!2d-23.5503099!1m0!3e0

VOCÊ É A PESSOA MAIS IMPORTANTE DESTA FESTA!
CONTAMOS COM SUA MARCANTE PRESENÇA

Traga sua família e faça uma boa viagem de ida e volta.
Que todos estejam com Deus!

Programação festa da cidade de Santa Cruz da Conceição:
• Grande baile da cidade (ginásio do trabalhador): dia 20/04/19;
• Festa na praça central, com shows e muita comida: de 26/04/19 a 05/05/19;
• Passeio de bike mtb pela região (contatos 19 99406-9318): dia 01/05/19;
• Exposição de carros antigos ao lado da represa: dia 05/05/19.

VENDA MOTOR HOME FORD F-250 XL 3.9 4X4 TB DIESEL 2008

Venda de Caminhonete Ford F-250 4×4 com Camper baú fixo, feito em alumínio corrugado com isolamento térmico e fibra de vidro interna.

IMG-20181019-WA0076

Possuem os seguintes itens:
Cama de casal fixa;
Armário;
Caixa d’agua de 180 litros com bomba náutica;
Iluminação em led;
Banheiro completo com chuveiro aquecido;
Aquecedor de água a gás;
Placas solares com energia independente;
Bateria estacionária de 200 ah;
Fonte de energia 110 para 12v;
2 climatizadores maxiclima;
Toldo.

Sobre o veículo:
F-250 4×4 com acionamento por roda livre;
Motor 3.9, 200 CV;
Manutenção sempre em dia;
Carro muito forte.

Preço: R$ 170.000,00
Contato: Francisco (28) 99986-1303

IMG-20181019-WA0074 IMG-20181019-WA0075 IMG-20181019-WA0077 IMG-20181019-WA0078 IMG-20181019-WA0079 IMG-20181019-WA0080 IMG-20181019-WA0081 IMG-20181019-WA0082 IMG-20181019-WA0083 IMG-20181019-WA0084 IMG-20181019-WA0085 IMG-20181019-WA0086 IMG-20181019-WA0087

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO – RESOLUÇÃO Nº 743, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2018

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO

Publicado em: 23/11/2018 | Edição: 225 | Seção: 1 | Página: 288

Órgão: Ministério das Cidades/Conselho Nacional de Trânsito

RESOLUÇÃO Nº 743, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2018

Estabelece requisitos técnicos para modificação ou transformação de veículos para motorcasa, assim como sua circulação e fiscalização.

O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO (CONTRAN), no uso da atribuição que lhe confere o art. 12, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e nos termos do disposto no Decreto nº 4.711, de 29 de maio de 2003, que trata da coordenação do Sistema Nacional de Trânsito (SNT);

Considerando o disposto nos artigos 98 e 106, do CTB;

Considerando o que consta do Processo Administrativo nº 80000.027839/2017-81, resolve:

Art. 1º Esta Resolução estabelece os requisitos técnicos para transformação de veículos para o tipo “motorcasa” ou modificação para o tipo “motorcasa”, assim como sua circulação e fiscalização.

Art. 2º Para efeitos desta Resolução, serão adotadas as seguintes definições:

I – Motorcasa: também chamado de “motorhome”, é o veículo automotor cuja carroçaria seja fechada e destinada a alojamento, escritório, comércio ou finalidades análogas;

II – Camper: carroçaria intercambiável (removível), similar à carroçaria tipo motorcasa, cujos requisitos técnicos estão contidos na Resolução CONTRAN nº 346/2010, ou sucedâneas;

III – Trailer: reboque ou semirreboque tipo casa, com duas, quatro, ou seis rodas, acoplado ou adaptado à traseira de um veículo automotor, utilizado em geral em atividades turísticas como alojamento, ou para atividades comerciais;

IV – Lotação: capacidade máxima de pessoas que o motorcasa pode transportar, limitada ao número de posições de assento disponíveis, incluindo o do condutor, devidamente equipados com cintos de segurança individuais;

V – Peso Bruto Total (PBT): peso máximo que o veículo transmite ao pavimento, constituído da soma da tara mais a lotação;

VI – Peso Bruto Total Combinado (PBTC): soma total do PBT do veículo trator ao PBT do veículo rebocado;

VII – Capacidade Máxima de Tração (CMT): máximo peso que a unidade de tração é capaz de tracionar, indicado pelo fabricante, baseado em condições sobre suas limitações de geração e multiplicação de momento de força e resistência dos elementos que compõem a transmissão. A CMT deve ser sempre igual ou superior ao PBT ou PBTC;

VIII – Reboque: veículo destinado a ser engatado atrás de um veículo automotor;

IX – Semirreboque: veículo de um ou mais eixos que se apoia na sua unidade tratora ou é a ela ligado por meio de articulação.

Art. 3º Toda modificação ou transformação realizada em veículos para tipo motorcasa deve ser precedida apenas da obtenção do Certificado de Segurança Veicular (CSV), nos termos da Resolução CONTRAN nº 292/08, ou sucedâneas, além de:

I – A modificação deverá respeitar os pesos e capacidades previstos pelo fabricante do veículo utilizado como base, além dos pesos e dimensões previstos na Resolução CONTRAN nº 210/2006, ou sucedâneas;

II – Não devem existir equipamentos, acessórios ou objetos soltos dentro do habitáculo do veículo, que apresentem risco de lesões para os ocupantes do veículo;

III – Não devem existir equipamentos, acessórios ou objetos que atrapalhem o campo de visibilidade à frente do condutor e o campo de visão dos retrovisores externos.

Art. 4º Para as transformações ou modificações efetuadas a partir da entrada em vigor desta resolução, o Certificado de Registro de Veículos (CRV) e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) deverão informar, obrigatoriamente, no campo observações, a lotação do motorcasa expressa em lugares, o PBT expresso em kg, e a CMT expressa em kg.

Art. 5º Para circular em vias públicas, o motorcasa deverá estar dotado dos equipamentos obrigatórios gerais previstos para os veículos automotores pela Resolução CONTRAN nº 14/1998, ou sucedâneas.

§ 1º Ficam dispensados do registrador instantâneo e inalterável de velocidade e tempo os veículos do tipo motorcasa registrados na categoria particular.

§ 2º Devem ser aplicados nos veículos dispositivos retrorrefletivos de segurança conforme legislação aplicável aos ônibus e micro-ônibus, de acordo com o PBT e o comprimento somente, nos termos das Resoluções CONTRAN nº 416/2012 e nº 445/2013, ou sucedâneas.

Art. 6º Quando em circulação, todos os ocupantes do motorcasa deverão estar devidamente alocados em assentos equipados com cintos de segurança, que respeitem os requisitos previstos pela Resolução CONTRAN nº 48/1998, ou sucedâneas.

Art. 7º Fica vedado o transporte de cargas e bagagens nas partes externas do motorcasa, inclusive sobre o teto.

Parágrafo único. Bicicletas, ciclomotores, motocicletas, motonetas, entre outros veículos assemelhados, poderão ser transportados em suporte ou espaço especialmente projetado na parte traseira, no espaço entre a parede traseira do habitáculo e o para-choque traseiro e dispositivos de sinalização traseira (lanternas de posição, lanternas de freio, lanternas de marcha a ré, lanternas indicadoras de direção, lanterna de iluminação da placa traseira), desde que seja respeitado o balanço traseiro máximo permitido, conforme Resolução CONTRAN nº 210/2006, ou sucedâneas, e os veículos, ou conjunto de veículos, estejam devidamente acondicionados e amarrados com pelo menos duas cintas têxteis, com capacidade de trabalho de no mínimo 1.000 Kg, tensionadas por meio de catracas.

Art. 8º No caso de o motorcasa tracionar reboque, semirreboque, trailer ou veículo de passeio, deverão ser observados os seguintes critérios:

I – Será permitido o reboque de apenas 1 (um) veículo por vez;

II – Fica vedado o transporte de pessoas no interior do veículo rebocado; e

III – Os dispositivos originais de sinalização traseira do veículo rebocado deverão estar conectados ao veículo trator (motorcasa), de forma que os comandos de sinalização efetuados pelo condutor sejam replicados pelo sistema de sinalização traseira de ambos os veículos.

Art. 9º O condutor de veículo do tipo motorcasa deverá possuir a categoria de habilitação conforme disposto no art. 143 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Art. 10. O não cumprimento do disposto nesta Resolução implicará, conforme o caso e de forma não exaustiva, na aplicação das seguintes sanções previstas no CTB:

I – Art. 162, inciso III: quando o condutor possuir habilitação de categoria diferente à prevista no CTB;

II – Art. 167: quando, em circulação, o condutor ou passageiros não estiverem devidamente sentados e utilizando os cintos de segurança, em desacordo com o art. 6º;

III – Art. 169: quando o condutor permitir o transporte de pessoas no interior de veículos rebocados, deixando de observar os cuidados indispensáveis à segurança previstos no art. 8º;

IV – Art. 230, inciso VII: quando o veículo tiver sofrido as transformações ou modificações previstas nesta resolução e não possuir o tipo “motorcasa” no CRLV;

V – Art. 230, inciso IX:

a) quando o veículo não possuir os equipamentos obrigatórios previstos no Art. 5º, ou estiver com eles ineficientes ou inoperantes;

b) quando o veículo não estiver equipado com cintas têxteis nos casos previstos no art. 7º, ou estiver com elas ineficientes ou inoperantes; e

c) quando o veículo tracionar outro, cujo sistema de sinalização traseira original não esteja funcionando simultaneamente ao do veículo trator, em desacordo com o art. 8º.

VI – Art. 230, inciso X: quando o veículo for transformado ou modificado para motorcasa e estiver com algum dos equipamentos obrigatórios previstos no art. 5º em desacordo com o estabelecido pelo CONTRAN;

VII – Art. 235: quando o veículo for transformado ou modificado para motorcasa e estiver transportando cargas ou bagagens nas partes externas, em desacordo com o art. 7º.

Art. 11. Ficam convalidadas todas as modificações para motorcasa, ou transformação para tipo motorcasa realizadas até essa data.

Art. 12. Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 13. Fica revogada a Resolução CONTRAN nº 538, de 06 de outubro de 1978.

MAURÍCIO JOSÉ ALVES PEREIRA
Presidente do Conselho

ADILSON ANTÔNIO PAULUS
Pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública

SERGIO LUCIEN TRAUTMANN
Pelo Ministério da Defesa

RONE EVALDO BARBOSA
Pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

LUIZ OTÁVIO MACIEL MIRANDA
Pelo Ministério da Saúde

CHARLES ANDREWS SOUSA RIBEIRO
Pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações

FRANCISCO DE ASSIS PERES SOARES
Pelo Ministério do Meio Ambiente

DANILO FERREIRA GOMES
Pelo Ministério das Cidades

JOÃO PAULO DE SOUZA
Pelo Agência Nacional de Transportes Terrestres

THOMAS PARIS CALDELLAS
Pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços]

FONTE: http://www.imprensanacional.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/51523850/do1-2018-11-23-resolucao-n-743-de-12-de-n%E2%80%A6

VENDA MOTORHOME MERCEDES BENZ 1620

MOTORHOME MERCEDES BENZ 1620

1

Medindo 10,50m, chassis 1981, montagem em 2000, com capacidade para 8 pessoas.
Motor MB-366 LA turbinado e interculado;
109.900km no odômetro;
Motor retificado, tendo rodado somente 2.000 km;
Ar condicionado split inverter de 9.000 BTUS na sala e no quarto;
Conversor de 5000 watts;
Gerador Generac 5500 KVA a gasolina / Tanque de 50 litros;
Toldo grande;
Antena winegard para sinal aberto;
Armário de cozinha externo;
TV Led na sala de 28 polegadas;
TV Led no quarto de 19 polegadas;
Rádio PX;
Aquecedor a gás de passagem novo com controle de temperatura;
Banheiro reformado em 2015 com fórmica decorada (clara);
Mecânica toda revisada (é só viajar);
06 pneus novos;
Espumas e tecidos das poltronas novos;
Microondas novo;
Persianas do quarto e banheiro novas;
Rádio com DVD e entrada USB;
Frente e traseira em fibra;
Janelas de correr;
Baterias novas (2 do carro e 01 da casa c/ carregador de bateria inteligente).

Valor: R$ 160.000,00
Contato: Lenise (27) 98869-0111

2 4 19 318 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5